A cárie é a doença oral mais comum que atinge adultos e crianças. Ela se dá pela falta de higiene oral ou higiene oral inadequada. Hábitos alimentares, flúor e hereditariedade são alguns os fatores que aumentam a incidência do problema.

As bactérias encontradas normalmente em nossa boca transformam restos de alimentos grudados nos dentes em ácidos. Estes ácidos, formados por um processo de fermentação, atacam o esmalte do dente (a parte branca), corroendo-o e provocando a cárie e a inflamação da gengiva.

Existem três tipos de cáries – coronária, radicular e recorrente. A coronária é a mais comum e se localizam nas superfícies de mastigação ou entre os dentes. Mais frequente em pessoas mais velhas, o tipo radicular ocorre com a retração das gengivas que deixam partes da raiz do dente expostas. Já a cárie recorrente atinge restaurações e coroas existentes.

Se não for tratada, a cárie pode evoluir para uma infecção na raiz. Nesses casos são necessários tratamentos de canal, cirurgia ou extração dos dentes.

Então como evitar o surgimento de cáries?

Escove os dentes de maneira adequada, utilizando escova, fio dental e pasta de dente com flúor. O flúor é um importante auxiliar no combate à cárie pois previne a desmineralização, isto é, a saída de minerais do dente e favorece a remineralização, que é a entrada de minerais em pequenas lesões de cárie (lesões de manchas brancas ou acastanhadas opacas), antes que elas se tornem cavidades.

É essencial visitar seu dentista regularmente para que ele possa, através do exame clínico, controlar sua saúde bucal e orientar sobre qualquer dúvida que possa surgir com relação à mesma.

Dr. Rodrigo Sandin

CRO/SC 13.112


Ficou com alguma dúvida? Ligue para Clínica Sandin através do telefone (48) 3247-5158 ou entre em contato através do site, clicando aqui.

Para mais dicas, curta nossa fan page e acompanhe nossas atualizações!