Após a cirurgia plástica, como a lipoaspiração, podem acontecer alguns eventos clínicos comuns no pós-operatório como: edema, hematomas, fibrose e outros. Na cirurgia de lipoaspiração, quanto maior for a quantidade de gordura retirada do organismo, maior será o impacto e a reação no organismo do indivíduo. Por isso em alguns casos pode ocorrer fibrose, que é um processo de cicatrização irregular na região da lipoaspiração, o que pode levar a desenvolver ondulações na pele, protuberâncias e ondulações, proporcionando um aspecto disforme na região.

Para se obter o resultado esperado e ter a satisfação de uma resultado perfeito é necessário um pós-operatório extremamente rigoroso. A fibrose surge devido ao repouso inadequado, traumas na região (como pegar peso),  uso incorreto da cinta pós-cirúrgica ou até reação do próprio organismo à agressão sofrida com a lipoaspiração.

Os cuidados no pós-operatório são essenciais, dentre eles em destaque a drenagem linfática pós-cirúrgica.  A drenagem deve ser realizada regularmente assim que seu médico liberar. Através de manobras lentas, suaves, rítmicas acompanhando a direção e anatomia do transporte linfático,  a drenagem vai ajudar na eliminação do edema, toxinas, prevenção de fibroses e aceleração da sua recuperação.