Segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps), em 2013 foram realizadas 1,49 milhão de cirurgias plásticas no Brasil. A mais procurada entre elas foi a demamoplastia de aumento, com quase 300 mil procedimentos realizados. Apesar do número impressionante, a cirurgia para aumento de mamas pode trazer desconforto. Por isso, confira algumas dicas para evitar a dor em seu pós-operatório.

Em primeiro lugar é preciso desmitificar algumas coisas. Diferente do que muitas pessoas acreditam, se a cirurgia for realizada somente para a inclusão de próteses de mama, não há dor após o procedimento cirúrgico, independente de qual é a via de acesso para a inclusão da prótese. A dor não tem relação com a via de acesso, a dor tem relação exclusiva com o posicionamento da prótese: acima ou embaixo do músculo.

Saiba como evitar dores após mamoplastia de aumento

Parte fundamental da recuperação depois do implante é que a paciente siga todas as orientaçõesrecomendadas pelo cirurgião plástico. A paciente precisa fazer um repouso relativo. Há também um maior cuidado com o movimento dos braços, que podem ser levantados, no máximo, até que as mãos encostem no topo da cabeça.

Também é recomendado não fazer movimentos repetitivos, não caminhar muito, assim como não realizar esforço físico, também são indispensáveis para não comprometer a recuperação.

Na hora de dormir a paciente deve deitar de barriga para cima, principalmente na primeira semana após a cirurgia. Na segunda semana já é possível dormir de lado, sempre buscando uma posição confortável, já que é comum sentir incômodos nas costas por deitar sempre de barriga para cima.

O uso do sutiã pós-cirúrgico também é muito importante em todo o período de recuperação, pois ele deixa a mama imobilizada, evita com que a paciente sinta o peso da prótese, portanto, a dor é menor com o uso do sutiã adequado, além dele oferecer mais segurança à paciente.

No pós-operatório a paciente faz o uso de um anti-inflamatório por cerca de quatro dias, medicamento que já possui o efeito analgésico. Se isso for insuficiente, é receitado para ela o uso de um analgésico comum, como esses normalmente utilizados para cessar dores de cabeça. O analgésico é indicado apenas se necessário, caso a paciente sinta dor mesmo tomando corretamente o anti-inflamatório.

O importante em todo o processo de recuperação de uma cirurgia plástica é o acompanhamento médico. Se houver algum desconforto ou alguma complicação, o cirurgião plástico irá trabalhar para tratá-los a fim de garantir a saúde da paciente e, consequentemente, um bom resultado cirúrgico.